Vibrolipoaspiração: O que é, como funciona, Preços

Conseguir emagrecer, ter o “corpo ideal”, não é uma das tarefas mais fáceis. A busca por dietas doidas e procedimentos cirúrgicos é cada vez mais frequente, principalmente pelas pessoas que estão acima do peso e não conseguem emagrecer de uma forma mais tradicional.

(Imagem: Pixabay/Divulgação)

Vibrolipoaspiração

Uma destas técnicas é a vibrolipoaspiração. Este procedimento é uma variada da lipoaspiração, porém com uma diferença: ao contrário de uma cirurgia de fato, a Vibro utiliza de cânulas finas com um mecanismo vibratório para fazer a remoção de gordura. Neste caso, o médico direciona o aparelho para o local exato, com movimentos mais delicados, deixando o procedimento mais seguro.

E as vantagens?

(Imagem: Pixabay/Divulgação)

Primeiramente, é mais segura do que a famosa Lipo. Isso se dá pois durante o procedimento, não é necessário uma força física do médico, e também as cânulas possuem uma trava de segurança automáticas que são acionadas caso o aparelho encontre uma superfície mais dura.

(Imagem: Google Imagens/Divulgação)

Considerado um procedimento menos invasivo, o seu tempo cirúrgico é bem menor que a lipoaspiração. Outros benefícios, principalmente para a paciente, são: uma perda de sangue em pouca quantidade, menos inchaço e manchas roxas pelo corpo e com um pós-operatório menos dolorido e mais rápido.

Como que funciona?

(Imagem: Google Imagens/Divulgação)

Primeiramente é injetado na paciente: soro fisiológico, uma dose de adrenalina e também anestesia local no tecido adiposo. Logo depois disso, as cânulas são inseridas, sem que o cirurgião precise fazer força, apenas direciona-las, provocando pequenos traumas no tecido.

A vibrolipoaspiração pode ser feita em qualquer parte do corpo. O tempo necessário para a cirurgia dependerá da quantidade de gordura que será removida, mas o tempo médio é de 2 a 5 horas. A anestesia pode ser local ou peridural, e essa escolha depende do médico e da extensão do local onde será feito o procedimento. A permanência no hospital após a cirurgia é mínima, podendo durar de meio dia até um dia inteiro.

No pós-operatório é recomendável o uso de uma cinta elástica do tipo compressora por pelo menos 45 dias, além de tratamentos como drenagem linfática, repouso e evitar o Sol por ao menos sessenta dias.

Todo mundo pode?

(Imagem: Google Imagens/Divulgação)

E quanto custa?

Geralmente este procedimento pode vir a custar entre R$ 2.000 até R$ 5.000, dependendo do hospital, do tamanho da cirurgia. Antes de tudo, pesquise bem o médico que irá te operar, busque saber mais sobre o procedimento.

Add Comment