Cuticulagem russa: o que é e como fazer?

cuticula

A cuticulagem russa acabou se tornando uma das maiores tendências na atualidade, já que esta técnica apresenta uma grande gama de vantagens e benefícios, algo que a cuticulagem tradicional não consegue entregar.

Além disso, pode-se dizer que na atualidade, não existem quaisquer motivos que tornem a cuticulagem tradicional mais vantajosa em território brasileiro, entretanto, ainda existem muitos brasileiros que desconhecem tais pontos.

Algo que acaba sendo muito prejudicial para os brasileiros, tanto para a saúde de suas unhas, quanto para as suas condições financeiras e gastos mensais.

Portanto, caso você queira ficar por dentro de tudo sobre a cuticulagem russa, juntamente com os seus pontos positivos e como é feita, é fundamental que você se atente a todas as informações que serão citadas a seguir.

O que é a cuticulagem russa?

Primeiramente, é extremamente importante que você entenda completamente o que é a cuticulagem russa e quais as suas diferenças da técnica de cuticulagem tradicional muito utilizada em todo o mundo.

Como o próprio nome acaba entregando, a técnica foi desenvolvida na Rússia, e assim, foi se estendendo e chegando no resto do mundo. Na atualidade, por conta de todas as suas características únicas, a cuticulagem russa possui o potencial de dominar e passar por cima de todas as outras técnicas de cuticulagem no mundo, ficando no topo do mercado.

Não é novidade para ninguém que a cuticulagem tradicional utiliza um alicate para realizar o processo, entretanto, tal prática acaba sendo extremamente agressiva para as unhas, algo que a cuticulagem russa buscou mudar, desenvolvendo assim, uma broca elétrica que possui como objetivo principal o polimento das cutículas.

Como se já não bastasse, a utilização do alicate também acaba favorecendo os riscos de cortes, inflamações e até mesmo infecções, algo que a broca acaba contornando completamente. Por conta disso, a cuticulagem russa acabou recebendo uma maior atenção em todo o mundo.

Também vale dizer que esta técnica não utiliza somente uma broca. Em casos de peles indesejáveis próximas as cutículas, uma tesoura poderá ser utilizada para remover tal pele, obviamente, com muita delicadeza e cuidado.

Os diabéticos costumam sofrer com as suas unhas e cutículas, já que qualquer pequeno corte acaba sendo um grande perigo para estas pessoas, algo que a cuticulagem tradicional acaba proporcionando em diversas ocasiões.

Felizmente para estas pessoas, a cuticulagem russa é extremamente recomendada, já que os riscos de cortes são quase nulos, além de ser uma técnica que pode ser utilizada tanto nas mãos quanto nos pés.

Por fim, a cuticulagem russa também possui uma duração maior, já que a técnica tradicional utilizando o alicante costuma durar até 7 dias, tempo que acaba sendo dobrado ao utilizar a cuticulagem russa, e pode aumentar ainda mais ao utilizar cremes hidratantes.

Como fazer a cuticulagem russa?

Mesmo sabendo o que é a cuticulagem russa, ainda existem muitas pessoas que desconhecem como esta técnica é utilizada, principalmente no território brasileiro.

Vale dizer que a cuticulagem russa não é uma técnica feita somente dentro do salão ou estabelecimento especializado. A cuticulagem russa acaba utilizando de cremes hidratantes de cutículas, para assim, poder prolongar e melhorar os resultados, portanto, esta técnica acaba sendo feita diariamente, dentro das casas brasileiras.

Muitos especialistas alertam que a remoção total das cutículas acaba sendo um hábito prejudicial à saúde, tendo em vista que as cutículas possuem o papel de proteger as nossas unhas de demais bactérias e fungos presentes no meio ambiente.

Por conta disso, a cuticulagem russa acaba se tornando uma opção ainda melhor, já que a técnica não remove esta pele por completo, por conta da broca elétrica utilizada, que acaba somente aparando a cutícula e deixando-a modelada, melhorando a estética, sendo outra vantagem bem interessante da cuticulagem russa.

Por que optar pela cuticulagem russa?

Com isso, pode-se dizer que você já sabe de tudo que é necessário para conseguir entender o que é a cuticulagem russa e como ela é feita, portanto, chegou o momento que você conseguirá observar todos os pontos positivos desta técnica.

Sem cortes

Como primeira vantagem que a cuticulagem russa apresenta, pode ser citado a broca elétrica, que diferentemente do alicate utilizado na técnica tradicional, que acaba desfavorecendo os riscos de cortes e demais problemas provenientes deste ponto.

Custo-benefício

Por se tratar de uma técnica que acaba durando por mais tempo, a cuticulagem russa pode ser considerada uma técnica que visa o custo-benefício, durando o dobro de tempo da cuticulagem tradicional.

Durabilidade

Como citado mais acima, a cuticulagem russa possui a duração de até 2 semanas, algo que a cuticulagem normal nunca conseguirá alcançar. Além disso, ao utilizar cremes hidratantes para as cutículas, este tempo pode se prolongar ainda mais.

Melhor estética

Por utilizar uma ferramenta desenvolvida especialmente para esta prática, a cuticulagem russa acaba apresentando um melhor resultado final, melhorando a estética das suas unhas.

Add Comment