Dicas Para Transição Capilar – Como Cuidar dos Fios

Separamos algumas dicas para transição capilar, a fim de lhe ajudar neste processo tão delicado. Afinal, a transição capilar pode ser bem desgastante, uma vez que é necessária muita paciência e preparação dos fios para um crescimento saudável.

Pensando em todas estas questões, portanto, criamos o nosso artigo de hoje. Conheça, a seguir, as melhores dicas de como lidar com a sua transição, sem que isso se torne um verdadeiro “pesadelo”.

 

 

Dicas para transição capilar

Com algumas dicas simples, você poderá desfrutar de cabelos sempre bonitos, independente da transição.

O que fazer durante a transição

Antes de qualquer coisa, precisamos aprender aquilo que devemos e não devemos fazer durante a transição capilar. Assim, a chance de cometemos erros é bem menor, e poderemos ter melhores resultados a partir dos cuidados certos. Portanto, primeiramente, vamos ao que fazer durante a sua transição:

Hidratar sempre

A hidratação precisa fazer parte da sua rotina mais do que nunca. Uma vez que, todo mundo sabe que o cabelo liso resseca muito menos que o cabelo cacheado, já que a umidade e a oleosidade “deslizam” pelo fio.

Portanto, é imprescindível que você faça, pelo menos, três hidratações semanais nos seus cabelos “semi” ondulado ou “semi” cacheado. Desse modo, você vai devolvendo sempre a umidade, e preparando os fios para um crescimento saudável.

Cortar 1 cm de cabelo por mês

Nós sabemos que esta parte pode ser um pouco dolorida, principalmente se você está encarando um projeto “Rapunzel”. Mas, infelizmente, a melhor alternativa é cortar o quanto o seu cabelo cresce, todo mês.

Assim, mês a mês você vai retirando um pouco mais do alisamento que ainda persiste em manter-se em seu comprimento. E, quando você se der conta, já estará retirando quase toda a química.

Porém, se para você este procedimento for muito difícil, você poderá cortar o cabelo apenas a cada três meses. Mas, neste caso, terá que lidar com a demora do crescimento e o fato de que a diferença entre uma forma e outra estará sempre em evidência.

Tomar vitaminas capilares

Se o seu cabelo não está crescendo do jeito que você queria, talvez a melhor forma de tratar os seus fios, seja investindo em suplementos vitamínicos. Existem diversas alternativas no mercado capazes de acelerar o crescimento (dentro do saudável), e assim dar vida aos seus fios.

 

 

O que não fazer durante a transição capilar

Agora que você já sabe o que fazer durante a sua transição capilar, é hora de aprender sobre o que não deve ser feito, em hipótese alguma. Acompanhe:

Utilizar outra química nos fios

Sim, a gente sabe que você é daquelas que adora mudar as madeixas de tempos em tempos. Mas, mais importante do que isso, agora, é manter os seus fios o mais longe possível de químicas. Caso contrário, eles poderão ficar ainda mais fragilizados e o crescimento ser ainda mais demorado.

Portanto, deixe para descolorir ou tingir os seus cabelos apenas depois da transição. Assim o crescimento se mantém saudável e você se livra da indecisão da estrutura dos fios mais rapidamente.

Usar chapinha em excesso

A transição capilar pode ser um pouco desgastante, quando o assunto é o “duplo” tipo de cabelo que temos. Mas, uma dica muito importante para esta transição ir para o caminho certo é sobre o uso de chapinha. Sim!

É muito importante que você utilize este aparelho o menos possível em seu cabelo. Por exemplo, quando for aquele evento especial que precisa de um penteado diferente. Caso contrário, a chapinha em excesso poderá danificar a estrutura natural dos seus fios, dificultando a definição das suas ondas.

E, além disso, não se esqueça de sempre aplicar um bom protetor térmico nos fios, ok? E, caso você se sinta muito incomodada com a diferença dos fios, experimente sempre fazer uma escova na parte natural. O efeito não é tão artificial e os seus fios são menos agredidos.

Querer tudo para ontem

Por fim, a dica mais importante para este processo: Você não pode querer tudo para ontem. Sim, a gente sabe que o cabelo pode demorar para crescer, principalmente quando temos ondas ou cachos. Aliás, não é que ele demora, mas sim, ele cresce “enrolado”, o que dá a impressão que demora o dobro para crescer.

Portanto, tenha paciência! Corte sempre as pontinhas com química, faça o seu cronograma capilar sem furar, consuma uma boa vitamina para os cabelos e cuide muito bem dos seus fios (protegendo de aparelhos quentes e sol). Assim, pouco a pouco, você vai notando a diferença nos cabelos.

E, além disso, lembre-se que o tempo irá passar de qualquer forma: com você tratando os seus fios naturais, ou apenas pulando etapas e alisando. Dessa forma, deixe seu cabelo crescer naturalmente, cuide dele, dê carinho e atenção. Porque daqui dois anos, você gostaria de ter começado a transição hoje. Acredite!

Ser você mesma é o melhor caminho!

Ser você mesma sempre será o melhor caminho. Ter os fios que são seus, de verdade, lhe farão ainda mais completa e satisfeita consigo mesma. Fuja das padronizações e use aquilo que realmente mostra a sua identidade. Você é mais bonita que os estereótipos!

Add Comment